Catequistas do Zonal I participam de Formação Catequética em Picos

Mais de 70 catequistas/os do Zonal I composto pelas paróquias Nossa Senhora dos Remédios em Picos e Sagrado Coração de Jesus em Itainópolis participaram neste sábado, 10 de setembro, de Formação Catequética no Centro Pastoral Dom Edilberto Dinkelborg no bairro Canto da Várzea em Picos.

Com a presença dos padres do Zonal, Francisco Pereira Borges, João Pereira de Sousa, David de Sousa Barros e o padre referencial da catequese na diocese, Manoel Antônio de Moura, a formação teve a temática “Iniciação à Vida Cristã” e contou com assessoria da integrante da Escola de Pastoral Catequética (ESPAC), da Arquidiocese de Fortaleza– CE, Erivan Silva. Também participou durante toda a manhã, o bispo diocesano de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva.

Durante o dia, a assessora aprestou aos catequistas um novo jeito de fazer catequese na Igreja segundo as orientações do Documento 97 da CNBB (Iniciação à Vida Cristã).

7

Conforme suas colocações o processo de iniciação à vida cristã está inspirado no catecumenato das primeiras comunidades cristãs. Por um período a Igreja deixou de lado esse processo, mas a partir do Concílio Vaticano II pediu a restauração do catecumenato tendo em vista a necessidade de uma atenção especial aos adultos, uma vez que a catequese era/estar voltada só para os sacramentos. Ou seja, a criança batiza, faz a primeira eucaristia, crisma e depois não frequenta mais a Igreja.

“Hoje a Igreja pede uma nova postura, não só preparar as crianças para os sacramentos, mas para a vida, através da maturidade da fé, por isso da importância da catequese de inspiração catecumenal”, disse Erivan Silva.

Preocupado com a maturidade da fé das pessoas, a Diocese de Picos, em assembleia, decidiu seguir este novo jeito de fazer catequese, inclusive adotou em comum o estudo do material “A Mesa do Pão”. Além do material, a diocese promove desde o início de 2016 formações em todos os zonais sobre a Iniciação à Vida Cristã visando o aperfeiçoamento dos catequistas com relação a este novo jeito de fazer catequese.

9

5

17

18

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email