Bispo de Picos reúne o clero diocesano para tratar sobre celebrações litúrgicas com a participação de fiéis

Na situação atual causada pela pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), os fiéis, bem como toda Igreja, sentem ainda mais forte a necessidade de manter alimentada a vida espiritual. A Diocese de Picos tem procurado atender ao povo de Deus que lhes foi confiado da melhor forma possível por meio de celebrações transmitidas pelos meios de comunicação, atendimento por telefone e outras redes sociais.

Com a perspectiva de que num futuro próximo a vida deve seguir em um “novo normal”, bispo, padres e diáconos reuniram-se, por videoconferência, na manhã desta sexta-feira (05/06), para estudarem e dialogarem como se dará essa nova realidade para a comunidade de fé. A reunião teve como base da sua pauta o do documento publicado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no último dia 21 de maio, intitulado “Orientações da CNBB para as Celebrações Comunitárias no contexto da pandemia da COVID – 19”.

No documento, a CNBB propõe medidas de proteção que podem ser implantadas em cada Diocese do Brasil, considerando as orientações do bispo local e das autoridades sanitárias de cada município. As atitudes propostas têm em vista o cuidado, a defesa e a preservação da vida na participação comunitária das liturgias e sacramentos da Igreja. Redobrando-se o cuidado com a higienização dos ambientes e objetos litúrgicos, o controle do número de fiéis nos templos, afixando cartazes de orientação e ressaltando a importância da participação das famílias nas celebrações transmitidas pelos meios de comunicação e a realização da celebração em família.

Alguns padres relataram na reunião que já foram procurados pelas secretarias de saúde dos municípios onde exercem o ministério para planejarem a reabertura das atividades religiosas, mas que estavam esperando um posicionamento oficial da Igreja enquanto Diocese, como foi o caso dos padres José Mairton, Paulo Araújo e Marcos Roberto. No próximo dia 16 deste os bispos do Regional Nordeste 4 (Piauí) farão uma reunião para debater sobre orientações a nível regional, e depois consecutivamente cada diocese se adequará à sua realidade.

Enquanto não é possível a reabertura das atividades religiosas, o Pe. Wagner Carvalho, referencial para a Formação na Diocese, propôs o acompanhamento da catequese em família, a partir de aplicativos e meios de comunicação acessíveis aos catequistas e aos pais dos catequizandos como redes sociais, grupos no WhatsApp, rádios, carros de som, envolvendo tanto as crianças e jovens como também as suas famílias. A proposta foi aprovada por unanimidade por todo o clero e nas próximas semanas as paróquias e áreas pastorais da Diocese já devem estar implantando a nova modalidade de acompanhamento catequético.

A foi concluída com a oração da Ave Maria, confiando à Mãe dos Remédios, padroeira da Diocese, a vida das famílias e das comunidades de fé. A próxima reunião por videoconferência com o Clero Diocesano foi agendada para o dia 17/06, às 09:00h.

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email