Santa Missa é realizada em Ação de Graças pelos 300 anos da Paróquia de Santo Antonio

Foi realizada no início da noite desta quinta a Santa Missa em Ação de Graças pelos 300 anos da Paróquia de Santo Antônio, na Praça Bona Primo, em Campo Maior-PI.

Todas as paróquias da diocese montaram caravanas e vieram até à terra dos carnaubais para festejar e comemorar o tricentenário de sua matriz. A Praça Bona Primo ficou lotada de fiéis.

Do Piauí, estiveram presentes os Bispos: Dom Plínio (Bispo de Picos), Dom Alfredo (Bispo de Parnaíba), Dom Juarez (Bispo de Oeiras e Administrador Apostólico de São Raimundo Nonato), Dom Jacinto (Arcebispo de Teresina), Dom Marcos (Bispo de Bom Jesus do Gurgueia). Do Maranhão, Dom José Belisário (Bispo de São Luís), Dom João (Bispo de Zé Doca) e Dom XAVIER (Bispo Emérito de Viana).

No começo da Celebração, ao som da música “Alma Missionária”, as imagens de Santo Antônio, que estavam peregrinando pelos zonais da Diocese de Campo Maior, retornaram das paróquias e foram acolhidas. Logo após, foram dados testemunhos proporcionados pelas visitas dessas imagens. Segundo Euler Silva, de Castelo do Piauí, “A visita da Imagem de Santo Antônio fez com que todos os grupos, irmandades, movimentos e fraternidades se junta tem para levar ao povo a evangelização comemorativa de uma história de que também fazemos parte”, disse.

A Mestra Natália Oliveira, que lançou seu livro “Da Matriz vejo a cidade” na terça (10), também foi chamada para se pronunciar, ela fez uma sucinta recordação histórica sore como se desenvolveu a cidade de Campo Maior graças ao trabalho da Igreja.

A Celebração foi presidida por Dom José Belisário, que agradeceu ao convite que lhe foi feito, além de saudar os padres, as religiosas e os leigos presentes. Ele ainda fez questão de ressaltar que: “Esta Celebração é o encerramento de todas as comemorações por ocasião dos 300 anos desta Paróquia de Santo Antônio do Surubim, esta paróquia ligada inicialmente a Diocese, hoje, Arquidiocese de São Luís. Nós temos que olhar para o passado! Nós temos que respeitar os que nos precederam! A memória é importante”, disse.

Durante sua homilia, Dom Belisário refletiu em cima de uma frase bastante impactante: “É o Espírito Santo que conduz a Igreja, sem o Espirito Santo a nossa Igreja se reduziria a uma instituição como outra qualquer. A Igreja, portanto, é um mistério”.

A Celebração ainda possuiu um Coral formado com cantores das mais diversas paróquias da Diocese de Campo Maior, montado especialmente para esta solenidade. Na oportunidade, a Pastoral da Comunicação Diocesana transmitiu “ao vivo” pela internet a Santa Missa, juntamente com a Rádio Líder FM (Campo Maior) e Rádio Karisma (Teresina).

Ao final, Dom Eduardo Zielski (Bispo de Campo Maior) agradeceu ao Monsenhor Paulo e sua equipe e deu como lembraça uma das réplicas de Santo Antonio para Dom José Belisário: “Recebe como sinal de memória que estava aqui, e que, em nome deste grande santo, que é Franciscano, pregou pra nós e rezou conosco, muito obrigado”.

Logo após, o cantor Antônio Cardoso realizou seu show no patamar da Igreja, cujo nome é “Uma casa iluminada por Jesus”.

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email