Núncio Apostólico no Brasil encerra visita pastoral na Diocese de Picos com ordenação sacerdotal

Após um ano de preparação com várias comemorações, a Diocese de Picos, Estado do Piauí, celebrou nessa segunda-feira, 21 de setembro de 2015, o encerramento do Jubileu de 40 anos de sua instalação. O Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’aniello, presidiu os momentos finais no ápice do evento. A presença do prelado significa um gesto de comunhão da Diocese com o Papa Francisco.

A Missa Solene foi concelebrada pelos Bispos: Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho (Arcebispo de Teresina e presidente do Regional NE IV); Dom Plínio José Luz da Silva (Bispo de Picos- PI); Dom Alfredo Schaffler (Bispo de Parnaiba-PI); Dom Juarez Sousa da Silva (Bispo de Oeiras-PI); Dom Valdemir Ferreira dos Santos (Bispo de Folriano-PI); Dom Augusto Alves da Rocha (Bispo Emérito de Floriano-PI); Dom João Santos Cardoso (Administrador Diocesano de São Raimundo Nonato – PI). Dom Marcos Antônio Tavoni (Bispo de Bom Jesus – PI); Dom Manoel dos Reis de Farias (Bispo de Petrolina-PE), como também dos presbíteros da Diocese de Picos e de outras Dioceses.

Milhares de pessoas lotaram a praça Justino Luz para particpar da celebração solene. Durante a cerimônia, os diáconos, Antônio Ismael de Holanda, Edivaldo dos Santos Silva e Marcos Roberto Vieira, foram ordenados presbíteros, pelo Núncio Apostólico, Dom Giovanni D’aniello. O Rito de Ordenação teve início com a apresentação dos candidatos ao sacerdócio, até então Diáconos, seguida da homilia do Núncio que emocionado com a receptividade do povo picoense, disse levar boas notícias sobre o povo piauiense ao Papa Francisco. “Depois de dois dias queria dizer muita coisa, mas teria que falar por horas… Quando eu voltar a Roma e encontrar o Santo Padre, direi todas as coisas boas que vi por aqui. Diante de um caminho curto, foi feito muita coisa nesta Diocese e não tem nada melhor do que celebrar um aniversário vendo os filhos ao redor do altar. Que estes 40 anos não seja um ponto de chegada, mas um ponto de partida”, afirmou.

A seguir, aconteceu o Rito de Ordenação, onde os três diáconos foram interrogados sobre os propósitos a assumir. Logo após, prostraram-se no chão, ao tempo em que era entoada a Ladainha. Em seguida, o Segundo Grau do Sacramento da Ordem, foi conferido aos três jovens, pela imposição das mãos e Oração Consecratória. Após a paramentação os novos sacerdotes teveram as suas mãos ungidas com óleo do Santo Crisma, recebendo os cumprimentos de todos os padres.

A proposta do ano jubilar compreendia três passos significativos: fazer a memória, celebrar e comprometer-se de perseverar no seguimento de Jesus. No final da celebração, Dom Plinio, que está à frente da Diocese há 11 anos, agradeceu ao Núncio Apostólico, aos bispos, padres, seminaristas, religiosas e a todos os presentes com sentimentos de viva alegria e, ressaltou: “esse é um momento que é difícil a gente dizer em poucas palavras o que sentimos. Estamos concluindo um ano de festa, trabalhamos o tempo todo incansavelmente para a realização desses 40 anos. Esperamos que o jubileu revigore em cada um de nós, o amor missionário, fazendo com que todas as pessoas se sintam envolvidas na Igreja”.

Na Ação de Graças, um grupo de animadores do Projeto Amigos do Seminário adentram o espaço celebrativo conduzindo uma faixa com a frase “Os amigos e amigas do seminário, parabenizam os novos padres”, em homenagem aos novos sacerdotes, cuja formação contou com o apoio do projeto. Aos neo-ordenado, foram oferecidos um Cálice para cada um ofertados pelo presbitério de Picos.

Clique aqui e veja todas as fotos.

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email