Clero da Diocese de Picos realiza retiro espiritual em Crato-CE

Desde o dia 22/02, os padres e diáconos da Diocese de Picos, juntamente com o bispo diocesano, Dom Plínio José Luz da Silva, estão reunidos em retiro espiritual. O encontro acontece no Centro de Expansão Dom Vicente de Araújo Matos, pertencente à Diocese de Crato, no Sítio Granjeiro, Crato-CE.

O pregador é o Frei José Antônio Macapuna, OFMCap, da Província Capuchinha Nossa Senhora do Carmo, que abrange os Estados do Maranhão, Pará e Amapá. Na reflexão da manhã desta terça-feira (23), o Frei Macapuna motivou os participantes do retiro a vivenciarem as dimensões da vida presbiteral sempre atentos à escuta da Palavra de Deus para viver a Misericórdia. “Saber distinguir a voz do Senhor que bate à porta, pois ouvir a Palavra é uma bem-aventurança (cf. Mt 13,16) e abrir a porta significa aceitar o convite para a conversão”, afirmou.

Retiro 4

Na tarde do mesmo dia, o pregador refletiu sobre o a parábola dos trabalhadores da vinha (Mt 20,1-16). O dono da vinha combinou com os trabalhadores da primeira hora uma moeda de prata. Para o segundo grupo, prometeu um salário justo e aos da última hora, que não tinham encontrado ninguém que os contratasse, só disse: “Ide, também vós, para minha vinha” (Mt 20,7), mas não lhes prometeu nada. No fim do dia, pagou uma moeda de prata, primeiro aos últimos e, depois, o mesmo valor para ou outros, inclusive, os que tinham sido contratados no início do dia. Frei Macapuna destacou que, “assim como devemos abrir a porta para o Senhor entrar, devemos também abrir os olhos para ver a bondade de Deus”, pois o agir de Deus é diferente do agir humano. A essência de Deus é a bondade. Na parábola, o dono da vinha sabia que o salário de uma hora não é suficiente para uma família. Por isso, se compadece e reverte com um ato de bondade e compaixão. E continuou: “a bondade de Deus se revela socorrendo as necessidades de quem precisa. Se não vemos as necessidades do outro, não conseguimos fazer nada”, concluiu.

Retiro 49

Marcado pelo silêncio, reflexão, oração e celebração eucarística, o retiro se prolonga até o dia 25/02. A celebração da reconciliação, a oração do terço e da Via-Sacra são outros momentos fortes que marcam o retiro do Clero de Picos neste ano de 2016. No final do último dia (25), haverá também uma confraternização dos participantes, como exercício de convivência e cultivo da amizade entre o Clero.

Confira as fotos .

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email