Bispo de Picos acompanha votação do Plano Municipal de Educação do município

A Câmara Municipal de Picos votou na manhã desta segunda-feira, 22 de junho, em Sessão Extraordinária, o Projeto de Lei do Prefeito Municipal, Pe. José Walmir de Lima, que institui o Plano Municipal de Educação – PME, do município.

Por trazer em suas metas referências a ideologia de gênero, o vereador José Luís de Carvalho (PSB), pediu na sessão da última quinta-feira (18), que o Projeto fosse reavaliado com a intenção de alterar alguns itens do mesmo. “Quando o projeto chegou na quarta-feira (17), tivemos a preocupação de tirá-lo da pauta da sessão realizada na quinta-feira (18), para termos um tempo para lermos e debatermos o que estava dentro do plano. Após a análise, fizemos o que foi possível alterando as metas que não estavam de acordo com os princípios sociais, sobretudo, os valores próprios da família”, disse o vereador.

DSC_0496

Diante da questão apresentada, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – publicou uma nota na última quinta-feira dia 18 de junho. Para os bispos brasileiros, a proposta de universalização do ensino e o esforço do Estado em estabelecer a inclusão social como eixo orientador da educação merecem “apoio e consideração”. Por outro lado, “a introdução dessa ideologia de gênero na prática pedagógica das escolas trará consequências desastrosas para a vida das crianças e das famílias”.

O bispo diocesano de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, esteve presente na sessão e ressaltou a importância do Plano, mas manifestou preocupação com a possibilidade da introdução de gênero dentro do projeto. “O Plano Municipal de Educação é importe. O que nos preocupa é esta introdução da ideologia de gênero que tira um princípio que vem desde a criação, retirando a possibilidade dos pais cumprirem a missão de transmitir os valores da família colocando a responsabilidade na escola, que já é sobrecarregada pela a exigência de uma educação aprimorada. Ao transferir essa responsabilidade própria dos pais para a escola, estaríamos colocando em risco a história da humanidade”, disse.

DSC_0487

Com a aprovação do projeto, o mesmo segue para a secretaria da Câmara onde serão feitas as alterações que foram aprovadas, seguido da assinatura dos vereadores que estiveram presentes na sessão e, posteriormente sancionado pelo o Prefeito Municipal.

Nota da CNBB sobre a inclusão da ideologia de gênero nos planos de educação.

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email