Pastorais Sociais da Diocese de Picos realizam Grito dos Excluídos

As Pastorais Sociais da Diocese de Picos realizaram na tarde/noite dessa quinta-feira, 30 de agosto, o 24º Grito dos Excluídos, ato público como forma de denunciar o que contradiz a dignidade da pessoa.

A ação foi marcada por uma caminhada pelas ruas da cidade tendo como ponto final o plenário da Câmara Municipal, onde culminou com uma Sessão Solene em homenagem ao Ano do Laicato, presidida pelo primeiro secretário da mesa diretora da Câmara e autor da proposta, o vereador Wellington Dantas (PT).

Participaram dos atos, o Bispo Diocesano de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, o Referencial das Pastorais Sociais na Diocese de Picos e Pároco da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, Pe. Francisco Pereira Borges, religiosas e leigos representantes dos movimentos sociais, sindicais e das pastorais da Diocese.

No trajeto da caminhada que teve início às 18h no Posto Dois Amores, houve algumas paradas para reflexões acerca do tema: “Vida em primeiro lugar” e do lema: “Desigualdade gera violência: basta de privilégios”, além de outros temas como a Descriminalização do Aborto e o Voto Consciente.

Durante a sessão houve a fala de autoridades municipais e eclesiais. Em sua fala, o Bispo de Picos fez menção às inúmeras pastorais existentes na Diocese com a atuação dos leigos e agradeceu a Câmara Municipal pelo reconhecimento a esse trabalho “Este ato público nos alegra muito, sobretudo por se tratar de uma realidade que conhecemos de perto, que são os nossos leigos. Agradecemos com estima esse gesto da Câmara Municipal levar em conta esse valor que está a serviço da comunidade”, disse Dom Plínio.

Para a Tesoureira Adjunta do Conselho Nacional do Laicato no Brasil e Secretária do CNLB Regional Nordeste IV, Aurenir Paiva, “A ação em alusão ao dia dos excluídos foi de grande relevância, porque faz parte do compromisso dos leigos como forma de denunciar as injustiças. Quanto à sessão solene foi o um momento de reconhecimento que serviu para dar mais visibilidade à ação dos leigos e leigas, sobretudo neste ano em que a Igreja no Brasil celebra o Ano Nacional do Laicato”, afirmou.

Vale ressaltar que o Grito dos Excluídos na Diocese de Picos era realizado sempre no Dia 7 de Setembro, por ocasião do Dia da Independência do Brasil.

PASCOM Diocesana

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Palavra do Bispo

Dom Plínio

Diocese de Picos

Facebook

Share This
Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!