Diocese de Picos realiza a 13ª Caminhada da Solidariedade e da Paz

Foi em gesto de solidariedade com os mais pobres que milhares de pessoas participaram no final da tarde e início da noite desse sábado, 4 de agosto, da 13ª Caminhada da Solidariedade e da Paz, em Picos.

A caminhada teve inicio na Av. Severo Eulálio, às 17h, seguindo pela Av. Nossa Senhora de Fátima, Rua Coronel Francisco Santos, Travessa Benedito Reinaldo e encerrando na Praça Justino Luz, com a celebração da Eucaristia, presidida pelo bispo de Picos, Dom Plínio José Luz da Silva, e concelebrada por quase todos os padres da Diocese, que juntos aos diocesanos, também celebraram o Dia do Sacerdote.

No trajeto, além da temática “Solidariedade com os pobres”, a comunidade refletiu temas relevantes, como a Descriminalização do Aborto no Brasil. Sobre o assunto, jovens carregavam cartazes com frases repudiando o aborto. Dentre as frases estavam: “Todos nós temos o direito de nascer”, “O aborto é pior do que a fome, pior do que a guerra”, “Assassinar uma criança no ventre é o mais bárbaro dos crimes”.

A Caminhada da Solidariedade e da Paz é um evento ecumênico da Diocese de Picos que congrega todos os cristãos, independente de religião, para juntos, promover a paz e de forma concreta, ajudar ao próximo.

Os recursos arrecadados na edição deste ano através da venda das camisetas que são patrocinadas por empresários, comerciantes e entidades filantrópicas serão destinados à continuidade da reforma/construção de uma Casa de Passagem para pessoas em situação de rua. O imóvel está localizado nas dependências do Centro de Treinamento Diocesano (CTD), na Avenida Senador Helvídio Nunes, no bairro Catavento, em Picos.

O Pe. Sebastião Francisco dos Santos, um dos coordenadores da Caminhada, agradeceu pelo êxito do evento e avaliou como positivo. “Ao celebrarmos o encerramento da Caminhada da Solidariedade e da Paz, 2018, na cidade de Picos-PI, a minha avaliação é, em primeiro lugar, a sensação do dever cumprido: fomos em busca de patrocinadores, vendemos camisetas, contratamos serviços, encontramos apoiadores e celebramos em clima de alegria, a caminhada e a Eucaristia, com a multidão que se dava as mãos na construção da solidariedade; Em segundo lugar, agradecer com o coração sincero, autêntico e verdadeiro a todos que se dedicaram à finalidade que o seu objetivo nos propõe. Por fim, sei que ainda falta muito para chegarmos lá, mas um dia chegaremos, porque continuaremos caminhando com a Graça de Deus.”

VEJA AQUI AS IMAGENS!

Palavra do Bispo

Dom Plínio

Diocese de Picos

Facebook

Share This
Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!